Nota 10

 

A fábula instaura um lugar, cria um enquadramento, uma moldura para expor as partituras mítico-oníricas dos atores que contrastam tempos e corpos distintos em simultaneidade. A descida pela escada é um convite aos espectadores a um mergulho em um caldo cultural de brasilidade que está subterraneamente correndo. Neste sentido, a fábula pode ser pensada como uma estrutura em consonância com a proposição de seu sentido: o de ir mais fundo nas estruturas históricas e culturais que formam o Brasil na direção de novos e inesperados processos de subjetivação.  Em um sentido análogo, por assim dizer, podemos pensar também em um mergulho psíquico tanto dos atores, quanto dos espectadores.

© 2019 por Revista Ensaia

// Caso esteja visualizando páginas desconfiguradas ou desalinhadas, verifique se seu browser está atualizado ou tente o acesso por meio de outro browser //